Comida Biológica

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Comida Biológica

Mensagem  Mestre da Culinária em Qua 12 Mar 2008, 19:59

Pequenas mudanças nos hábitos alimentares podem acarretar grandes melhorias na qualidade de vida: boa disposição no dia-a-dia, maior resistência ao ‘stress’, sono mais profundo e aquisição do peso ideal. Mudar a rotina, experimentar coisas novas, é uma atitude saudável e não é preciso esperar uma oportunidade especial para isso. Essa é a proposta do artigo desta semana: mostrar-lhe como não é impossível nem difícil alterar os nossos enraizados hábitos alimentares.

O ritmo de vida que nos é exigido hoje pede um organismo especial, mais resistente e sadio. Para mantermos a vitalidade necessária para uma óptima produtividade no trabalho, nos estudos ou no desporto, a qualidade da alimentação tem que ocupar um lugar de destaque entre os pontos a serem observados para que uma pessoa activa não se desgaste. Boa disposição e bom humor nunca são demais e isso não é possível se o corpo está pesado!

Não me refiro apenas aos quilos excedentes, mas também à intoxicação por “comidas” que alimentam, mas em contrapartida, fornecem uma carga enorme de substâncias altamente prejudiciais à saúde. Necessitamos de alimentos vivos e orgânicos que, em pequenas quantidades, fornecem muita qualidade!

Se acorda com indisposição, se tem dificuldade em dormir, se tem dores de cabeça frequentes, prisão de ventre, gases, excesso de peso, estes são alguns dos sintomas mais evidentes de que a sua alimentação está errada. Existem outros sintomas mais graves, que só aparecem anos depois e que podem, até mesmo, ser fatais.

É importante estarmos alerta para isto, mas sempre sem cometer exageros, porque o fanatismo é uma atitude doentia e anti-social.

De nada adianta estarmos cercados de conceitos e regras sugeridos pelos mais diversos métodos de saúde. O mais interessante é extrairmos o que há de prático e acessível e que combine com o nosso ritmo de vida, sem preocuparmo-nos constantemente com os “podes” e “não podes”. É importante aprendermos a dosar entre o benéfico e o que pode ser prejudicial, sempre evitando extremos.

Quem tem uma atitude muito purista não come sal, não come açúcar, não come gordura, não se deita tarde, não faz isto, não faz aquilo; não faz nada, acaba tornando-se chato e ficando sozinho ou convivendo com pessoas que têm os mesmo hábitos, que só falam nisso e que, geralmente, são muito tensas e sérias. Sem alegria não há saúde!

E, no outro extremo, estão aqueles que usam e abusam de tudo, com o argumento acabarão mesmo por morrer. Estes acabam por estragar-se: barriguinhas aqui, celulites ali, ressacas todas as manhãs e humor que é bom, nada! A menos que bebam um ‘uisquinho’! Assim a vida não tem graça! Sem saúde também não há alegria!

Mas, afinal, qual é a dose certa?

Algumas gramas de informação, uma pitadinha de bom senso e isto permitirá que cada um prepare a sua dose. Esta, ao ser bem assimilada, dar-nos-á a possibilidade de vivermos mais e com prazer.

Alimentação biológica é aquela que deixa o corpo leve o dia inteiro, que tem uma digestão muito fácil e, por esse motivo, uma melhor assimilação. É menos artificial, uma vez que dá preferência a alimentos mais fortes em nutrientes. Ingerem-se menos quantidades de hormonas, que alteram todo o processo metabólico, já que não se utiliza qualquer espécie de carne. Neste tipo de alimentação retiram-se os excedentes que dão muito trabalho ao organismo para digerir, que causam desgaste e acrescenta-se um universo de novos sabores. É uma alimentação leve, fácil e rápida de fazer, muito saborosa e que fica bem com qualquer país e clima!
avatar
Mestre da Culinária
Moderador

Mensagens : 535
Data de inscrição : 03/03/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum